Chiodini, Rodrigo Coelho e Krelling os nomes do novo MDB

A eleição de 2022 já é realidade, com alguns caminhos sendo traçados.

Em Santa Catarina, o MDB deve sofrer uma das maiores renovações, iniciando por Joinville (SC), onde o partido sofreu sua maior derrota, não indo nem para o 2º turno nas eleições de 2020, mesmo com a máquina pública em mãos.

Renovação

Um dos nomes que deve integrar essa grande renovação, dentro do MDB, é o do deputado federal Rodrigo Coelho, que tinha uma forte ligação com o Senador Luiz Henrique da Silveira (LHS), falecido em 2015.

Mudança geral

Os nomes para a eleição de 2022 para iniciar essa renovação no MDB, devem contar com Carlos Chiodini como candidato ao Senado, Rodrigo Coelho na reeleição para deputado federal e Fernando Krelling, também na reeleição a deputado estadual.

O trio deve iniciar a grande mudança esperada por muitos filiados, que viram o partido quase morrer nas mãos de Udo Döhler, em que grandes nomes deixaram o partido.

Rodrigo Coelho, será o Luiz Henrique de amanhã” – LHS em entrevista no ano de 2012.

Em meados de 2012, em entrevista à uma rádio de Joinville, LHS disse: “Rodrigo Coelho, será o Luiz Henrique de amanhã”. Os dois mantinham uma forte amizade, que Rodrigo Coelho faz questão de ressaltar até hoje e lembrar que LHS foi sua inspiração e seu padrinho.

Mudança necessária

O MDB em Joinville, perdeu força e está na UTI, o partido foi triturado com o comando de Udo Döhler, que virou as costas para LHS, e com uma gestão desastrosa como prefeito, ainda conseguiu afundar o partido, que precisa de dessa mudança geral e rápida.