SÉRGIO SILVA: Governo de SC entra na contramão ao taxar agricultura

PUBLICADO: 12/08/2019 - 16:45 | ATUALIZADO: 12/08/2019 - 16:45

SÉRGIO SILVA | FALE CONOSCO

Uma convicção mais pessoal do que técnica vem ganhando destaque em Santa Catarina na última semana, a retirada dos incentivos fiscais na compra de defensivos agrícolas pelo Governador Carlos Moisés, hoje a alíquota passa de 0% para 17%, o que segundo entidades como a Federação da Agricultura e Pecuária de Santa Catarina (FAESC), vai aumentar em quase 30% o custo da produção agrícola, sendo impossível competir com outros estados.

Para José Zeferino Pedrozo, presidente da FAESC, é lamentável que a maior autoridade do estado desconheça a magnífica estrutura de produção de alimentos, notabilizada no mundo, eis que exporta para 160 países.

O presidente da FAESC disse o seguinte nesta segunda (12/08): “A posição do governador Carlos Moisés da Silva em aumentar a tributação dos insumos agrícolas de zero a 17% representa um golpe mortal para atividades essenciais como o cultivo de lavouras, a criação intensiva de animais e a produção de leite. Avaliação recente revela que, mantida a taxação, as lavouras de milho, soja, feijão e arroz se tornarão deficitárias. Ou seja: melhor não plantar.”

Governo Federal: O Ministério da Agricultura já tem uma posição muito diferente quanto ao uso de agrotóxicos e até o momento o Ministro da Economia Paulo Guedes não deve impor qualquer aumenta de imposto para o setor da agricultura, a ordem é reduzir impostos, principalmente da agricultura familiar.

Repercussão: O Empresário Luciano Hang da Havan comprou essa briga em favor da não taxação de imposto ao defensivos agricolas e até vem postando mensagens contra a posição do Governo Moisés.

O governador de Santa Catarina anunciou que vai aumentar o ICMS em até 17% sobre agrotóxicos e defensivos agrícolas no estado. Essa decisão atinge desde o produtor até o cidadão catarinense. Nosso alimento fica mais caro, perde competitividade no mercado, empresas fecham e pessoas vão para rua… Nos dias de hoje o aumento de impostos é inaceitável. Ao invés de reduzir a máquina pública o governo resolve explorar quem produz e gera emprego para o estado. O governo diz que quer inibir o uso de agrotóxicos, com a desculpa de que faz mal para a população. Mas isso é ignorância e falta de informação. Este vídeo explica de maneira simples o uso de defensivos agrícolas na agricultura e como são seguros para o meio ambiente e consumidor.

Posted by Luciano Hang on Monday, August 12, 2019

Exterior: É preciso que o Secretária de Relações Internacionais do Governo de Santa Catarina Deriam Campos faça seu trabalho e mostre o governo, o quanto isso vai afetar as exportações de carnes, o principal produto de exportação do estado.



DEIXE SEU COMENTÁRIO

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.